Demolição da Passarela do Obelisco de Ipanema

artigos relacionados: “OsMelhoresDoMundo” bate “Pênis em Ereção”

e vamos nos desfazendo de Cesar Maia

Na tarde de 29 de agosto de 2009, o conjunto obelisco e passarela (?) estava assim:

obelisco

Bem, não podemos chamar aquilo de passarela pois por ali não se passava. Era uma estrutura estranha. Um delírio do arquiteto Paulo Casé. Que fique registrado no prontuário de Casé este equívoco criativo. No dia seguinte, domingo, as máquinas fizeram o belo trabalho de nos livrar da passarela. O povo foi às ruas assistir.

obelisco

No final do dia (por sinal, um magnífico dia carioca) a praça do Bar Vinte já estava assim (veja foto abaixo). Ficou o obelisco. Não acho que se deva retirá-lo. Não atrapalha muito. Não vale o custo da demolição. Com a saída da passarela, vamos nos livrando da memória de César Maia.

obelisco

Marcados com:
Publicado em rio de janeiro
Um comentário sobre “Demolição da Passarela do Obelisco de Ipanema
  1. diego disse:

    Eu gsotava de passear sobre a passarela do olebisco , espero que cosntruam outra passarela pois apagaram junto minhas memorias de infancia mais antigas.

    Respondendo: Pô Diego. Que mania, hem? Eu nem sabia que dava pra subir na passarela. Achava que passarela era modo de dizer. Por ali não passava nada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Parceiros