Trapiche Gamboa

bonita casa de samba e choro no centro antigo do Rio

Rua Sacadura Cabral, 155. Praça Mauá. tel. 2116-0868 (clique para ver mapa)

Acertei no dia em que fui ao Trapiche Gamboa. Como o nome já diz: é na Gamboa, bairro que muitos cariocas da Zona Sul não sabem chegar. A região tem tradição musical. O Trapiche é perto da área onde acontece o fenômeno Escravos da Mauá. Gostei do lugar. Era aniversário de um amigo do circuito musical. Seu gosto motivou a escolha. O lugar tem tom respeitoso no trato da música. Naquela noite, no meio do salão com pé direito de, talvez, oito metros e um grande candelabro dominando a cena, um conjunto de chorinho tocava tranqüilo em volta de uma mesa. A cerveja e os instrumentos se revezavam na atenção dos músicos. Em frente à mesa há espaço para quem se empolgar e quiser dançar.

A decoração do Trapiche é bem cuidada. Você encontra desde foto de Charlie Parker até estátua de São Sebastião. Há um recanto agradável no alto dos lances de escada, no fundo da casa, que é alugado para festas. Se for ao banheiro, aproveite e visite.

Bebi cerveja, afinal “em terra de sapo, de cócoras com eles”. Os bolinhos de carne e camarão funcionaram para forrar o estômago. Não me aventurei em outras pedidas.

Fica a recomendação. Para quem quiser conhecer um Rio mais antigo e boa música do Brasil, o Trapiche é boa opção.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.