Míriam Leitão e a economia de eletricidade no horário de verão

A colunista afirmou que o horário de verão parece não ajudar, pois todo ano o consumo de energia elétrica aumenta. Isso é que é análise simplista. O horário de verão é para se economizar energia. Não quer dizer que com o horário de verão gastaremos menos energia elétrica que no ano anterior. Em 2012, a estimativa da economia foi R$120 milhões. Como o por do sol acontecerá mais tarde, gastaremos todos menos luz. Na verdade, o consumo está aumentando por outros fatores, o mais importante, é que a renda está mais alta e o povo está consumindo. O ar condicionado deve estar ligado mais tempo, já que diminuiu o medo da conta. O verão de 2012 teve um calor meia bomba, mas o povão gastou mais com suas geladeiras novas compradas com imposto menor e para carregar seus novos smartphones (para os leitores menos atentos, aviso que este último comentário foi sarcástico). Mas o que me surpreendeu foi a colunista de economia de O Globo não entender direito a questão do horário de verão.

Seu (da Miriam) biorritmo é complexo, ela não se adapta às mudanças de horário para o nascer e por do sol. O horário de verão joga com esses horários, para que a iluminação possa começar mais tarde e o consumo de energia diminuir nas residências e unidades industriais. Achei meio fraquinha a abordagem da articulista. Pelo artigo, dá pra notar que ela estava mais interessada em comentar sobre problemas de sua rua. Mas não precisava passar batida pelo tema horário de verão. Apesar dos comentários anteriores, tá na hora do horário de verão sair de cena. Quem acorda cedo está acordando de noite. Sair do trabalho ainda de dia, apesar de já passar das 19 horas, também é desagradável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.