Coração Enfurecido [Ingrid Betancourt, 2002, Objetiva]

Nota (01.03.2008) O famoso livro escrito pela Senadora Ingrid Betancourt, sequestrada pelas FARC em 2002. O mundo inteiro se mobiliza para pedir sua liberação. A foto mais abaixo foi colocada em janeiro de 2008 em frente a Prefeitura de Paris como parte do movimento em busca de sua liberação. Saiba quem é ela.

Nota (14.10.2006): O artigo abaixo foi escrito antes de 23 de fevereiro de 2002, dia em que Ingrid Betancourt foi seqüestrada quando seu avião sobrevoava a Colômbia. Ela se encontra presa até hoje em poder dos guerrilheiros da Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC).

---

o artigo original:

O Brasil vê hoje seu Senado envergonhado, atolado na enxurrada de sujeira que vem a público. O povo acompanha pasmo a novela de confissões, choros arrependidos, versões cínicas e acareações. Dificilmente este momento nacional não irá repercutir sobre o futuro político brasileiro. Esperamos que, depois disso, a safra de Barbalhos e ACM saia da cena política nacional. Perplexos, nos perguntamos: Se presidentes do Senado e líderes do partido do governo estão envolvidos em maracutaias, o que não será perpetrado por deputados e senadores que vivem na sombra de seus cargos, armando golpes e traficando interesses para seus padrinhos? Neste Brasil de instituições políticas apodrecidas, a ameaça do traficante Fernandinho Beira-Mar (recentemente preso na Colômbia) de fornecer uma lista de políticos ligados à droga, pode trazer mais sustos à nossa frágil democracia.

Mas foi lá mesmo, na Colômbia, que a combinação tráfico de drogas e corrupção levou o país a situações extremas de deterioração da democracia. Na Colômbia, o capital que controla o poder corrompendo políticos, não vem de grandes grupos monopolistas interessados em manter o controle sobre setores da economia, como é o caso do Brasil. Lá, são os cartéis da droga, que movimentam bilhões de dólares, que, literalmente compram deputados, senadores e … presidentes da república.

No livro Coração Enfurecido, da atual senadora colombiana Ingrid Betancourt, ela nos conta sua vida e nos apresenta a história política recente da Colômbia. Atualíssimo, lançado na França em fevereiro de 2001, Coração Enfurecido conta a trajetória dessa filha de um conservador senador da Colômbia, que vai a ser embaixador na França. Sua filha Ingrid se educa na Europa em contato com figuras como Pablo Neruda e Gabriel Garcia Marques. O destino a faz retornar a seu país para empreender uma carreira política de sucesso, baseada na luta contra a terrível máquina de corrupção movida pelo dinheiro do tráfico de droga. O cenário político retratado por Ingrid Betancourt nos é familiar. São deputados e senadores medíocres, com ambições míopes, desligadas do futuro dos colombianos, totalmente alinhados com os interesses dos empresários da cocaína. Devemos nos cuidar, se não soubermos administrar nossa democracia, a Colômbia poderá estar mostrando hoje, muito do Brasil de amanhã.

A grande beleza da história de Ingrid Betancourt está na sua postura radical de luta contra a corrupção. Ela toma posições firmes, sem negociar com os corruptos do poder, mesmo que para isso coloque em risco a própria vida. Esta proposta heróica é rara aqui nas nossas terras tupiniquins. Aqui, na política também, somos o país do jeitinho, do “toma lá dá cá”. Nosso atual presidente é mestre em negociar com corruptos notórios para conseguir seus objetivos políticos. Betancourt mostra que há outra estrada. Ela recusa o confortável jogo do convívio com a canalhada e é reconhecida pelo povo colombiano. Ingrid Betancourt foi eleita senadora com a maior votação do país, mesmo candidatando-se por um partido pequeno, que ela mesma criou pouco antes das eleições.

Depois de deputada e senadora, Betancourt deverá se candidatar à presidência da Colômbia no próximo ano. Sua ousadia é imensa. Mas, para quem teve que viver anos longe dos filhos, depois que estes foram ameaçados de seqüestro e morte, que já escapou de atentado à sua vida, é natural esperar este próximo passo. Vale a pena ler o livro para compreender melhor o poder da corrupção, o problema da droga e, mais que tudo, para ver que existe uma opção de cidadania em que não há concessões. Fiquem atentos a esta senhora, ainda ouviremos falar dela.

(Eugenia Corazon)

Copyright © [Polemikos]. Todos os direitos reservados.


você pode comprar este livro agora pela internet 


Um comentário em “Coração Enfurecido [Ingrid Betancourt, 2002, Objetiva]”

  1. Eugene Corazon, adorei sua sugewstão sobre o livro da senadora Betancourt.Na verdade minha admiração redobrou por ela e da mesma forma e na mesma proporção também se redobrou em mim a compaixão por nosso povo brasileiro,tão calmo, alheio,inocente e sujugado como massa de manobra nas mãos sujas e covardes dos nossos governantes. Verdade é que a nação que nunca sofreu a devassidão de uma guerra,como a Europa por ex., não sabe reivindicar,articular e tomar atitudes. O Brasil ainda está na fase de destruir. Destroe valores, meio ambiente,joga “pedra na cruz” e não arquiteta nada. Não sonha, a não ser na rede como o bom baiano. Longe estamos portanto de termos uma Ingrid Betancourt, o que é lamentável!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.