Paris, França

Paris é a mais bela cidade do mundo. Paris é sonho. Esse artigo e outros, detalhando os passeios na cidade, trazem algumas dicas na Cidade Luz.

Como foto de abertura uma clássica vista da irretocável imponência da Torre Eiffel. Que venha Paris…

paris - foto polemikos

chegarpassearcomer&beber


para chegar

Normalmente se chega à França por Paris (óbvio, né?), pelo aeroporto Charles De Gaulle (CDG). Um táxi a partir do aeroporto para a cidade custa cerca de €50. Se for para regiões mais distantes, na “banlieu”, pode chegar a €100. Como os táxis têm GPS, é possível ter uma estimativa da distância e preço antes de partir. Pelo menos foi assim que fiz numa chegada de madrugada. Deu para conversar o motorista.

Se andar até a estação no aeroporto pode pegar trem e metrô para a cidade. Os custos descem para menos de €10. A questão é o quanto de malas temos nas mãos para carregar.

A melhor maneira de andar em Paris é de metrô. A segunda é a pé mesmo! Passear pelas ruas de Paris é uma das maneiras mais agradáveis de fazer turismo no mundo. Cada recanto tem sua graça especial.

Os táxis servem para situações especiais. São pouco simpáticos. Para ir ao aeroporto, utilize o serviço de vans que pegam você no hotel e entregam no terminal do aeroporto. Se estiver sozinho, esta é a maneira mais barata e funcional. Entretanto, dependendo do número de pessoas e do lugar de partida, chamar um táxi para levar ao aeroporto pode ter preço competitivo.

A opção de andar de ônibus é sempre citada como concorrente ao metrô, pois oferece a vantagem da vista da cidade. Mas, em virtude da praticidade do serviço de metrô, poucas vezes optei por utilizar os ônibus.

A novidade é o serviço de aluguel de bicicletas. Você pode retirá-las em um dos muitos pontos espalhados pela cidade, passear a vontade e devolver em qualquer desses pontos. Parece que funciona. Não experimentei ainda.

paris - foto polemikos


para dormir

paris - foto polemikos

A rede de hotéis de Paris é gigantesca. Os preços estão caros. Para se ter um bom hotel há que se pagar pelo menos €100 pela diária. Tenho apenas uma recomendação: o Hotel Welcome. Tenho ficado regularmente neste pequeno hotel. Os quartos são pequenos, o elevador é daqueles construídos dentro da espiral da escada, mas sua localização é das melhores de Paris. Fica na esquina de Rue de Seine com Boulevard Saint Germain de Prés. Ouso dizer que se pode ficar uma semana em Paris passeando a partir desse hotel, e sem pegar metrô. Tem certo exagero na afirmação, mas demonstra a boa situação do hotel. Façam atenção: não é boa escolha para ir no verão. O hotel não tem ar condicionado. Uma noite em Paris, no verão, num quarto sem ar condicionado, é inesquecível. No mau sentido, é claro.


para passear

Como tem muito assunto, vamos escrever artigos individuais para os pontos interessantes de Paris. Aqui estão os primeiros: Saint-Michel, Museu d’Orsay e Igreja de Notre Dame.


para comer&beber

Alguns lugares interessantes para experimentar em Paris:

Le Trumilou. 84, quai de l’Hôtel de Ville – 75004 Paris. +33 1 42 77 63 98. Perto da estaçao de metrô Hôtel de Ville. Defronte ao Sena, pode ser o final de uma caminhada. Recomenda-se reservar. Fui atrás da recomendação do pato com ameixa. Valeu a pedida.

Lavinia. 3, boulevard de la Madeleine 75001.Tel. 0826 10 11 20. Este é o paraíso de quem pratica o gosto por vinhos. Uma loja de três andares onde a venda de vinhos é praticada com intensidade. Tem vinho de todo canto. Uma máquina oferece a possibilidade de provar vinhos em doses a partir de €1. Tinha um Miolo Reserva orgulhosamente vendido por €4. Seu restaurante oferece uma sucessão de pratos para os quais o sommelier nos aconselha diferentes tipos de vinho de modo a ajustá-los ao que se come. Uma festa! O preço é um pouco alto. Mas, se quiser abrir uma brecha no orçamento, é ali mesmo. Um jantar para dois com os vários eno-experimentos sai por cerca de €160.

Maison de Campagne. 18 bis. Rue Pierre Demours – 75017 Paris. +33 01 45 72 28 51. É imperdível. Os pratos são sempre criativos e deliciosos. O vinho pode ser escolhido na adega. Dada a qualidade obtida, o preço compensa. Considere gastar €50 por pessoa.

[Gustavo Gluto]
Copyright © [Polemikos]. Todos os direitos reservados.



14 thoughts on “Paris, França”

  1. Sem duvidas posso dizer que Paris é lugar dos sonhos romantismo e conquistas.
    Sempre sonho com Paris, e sinto que a minha metade esta lá.

  2. nunca fui a paris mas pelo jeito de ser bem interesante ….
    se um dia eu podesse ir a paris gostaria de comer em um restalrante 5 estrelas pois dezem que sua comida e muito boa.
    bjoss para todos de paris

  3. gostaria de dicas de como escolher o hotel certo em paris
    que seje perto do metro
    na faixa de 100euros a diaria casal
    dicas de passeios,resteurantes ,
    o que poder ajudar pois vou fazer 25 anos de casado e quando fui a paris 3 dias de excurçao foi muito rapido obrigado neto

  4. adorei encontrar aqui algumas informações…. vou fazer uma pequena viagem ficarei 3 dias em paris e depois irei p italia….vou com a minha mae, gostaria de ter uma noção de qto gastariamos em media por dia para refeicoes, opcoes com preços acessiveis…Obrigada desde ja..

    Respondendo: Eu considero gastar cerca de 60 euros por refeição para dois. É fácil gastar mais, e vale a pena fazer isso para aproveitar as férias. Uma interrogação é o que são “preços accessíveis”? A boa notícia é que recentemente o euro caiu muito em relação ao dólar. Boa viagem.

  5. ótimas orientações. Estou indo pela 1ª vez,sozinha. Hotel próximo a Sacrer Coer, à noite é esquisito?
    Trem p Amsterdam, compra-se o passe aqui? periga ir em pé se não reservar?

    Respondendo: A região é diferente, mas com a experiência que temos no Brasil, deve ser fácil enfrentar. Só fui de Paris a Amsterdam de ônibus. Há muito tempo. Vamos ver se algum viajante vê sua pergunta e responde.

  6. Olá bom dia
    ja conheço paris,a ideia apresentado aqui, sobre saida do aeroporto e mesmo hotel, gostei e percebi ser pratico,estamos planejando para o proximo ano com uma amiga retornar, vcs sugere um tour de 5 dias? agradeço sua ajuda
    atenciosamente
    elson

    Respondendo: Paris é o máximo. 5 dias podem ser preenchidos facilmente. Louvre, passeio na borda do Sena, Torre Eiffel, Champs Elisée, Marais, D’Orsay etc. Escolha o tipo de turismo (por exemplo, tem gente que não gosta de museu) que lhe agrada e vá em frente.

  7. Olá

    Preciso de um Guia em Paris?
    Como fica a comunicação?

    Respondendo: O Guia da Folha de São Paulo é simpático. Equilibra informações e fotos. Também fornece percursos espertos para conhecer as cidades. Para a França, com os franceses: o Guia Michelin é um clássico que não deve ser desprezado. Para dicas mais em conta, há o Guide du Routard, que é muito bom. Sobre a pergunta: Como fica a comunicação? Se você se refere à língua. Tente arranhar o francês. Dá para dizer algumas coisas com pouco esforço. Mas, na área turística, fala-se muito o inglês. Há chance de encontrar pessoal de serviços falando português. São os portugueses e brasileiros que vivem e trabalham por lá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.