Cerro Catedral, Bariloche: esquiar


veja outros artigos sobre Bariloche: geral | levar | chegar | dormir | comer | passear | comprar | esquiar | o clima

para informações mais atualizadas acesse diretamente Caderneta De Viagem.

Cerro Catedral, a estação de esqui preferida dos brasileiros

em Cerro Catedral: chegardormirpassearcomer&bebercomprar

Esquiar é uma delícia. A juventude está adotando com vontade o snowboard. Parece que o esqui vai se tornar coisa de velho. Mas os dois estilos de escorregar dão prazer aos esportistas de inverno. É questão de preferência.

Se você vai esquiar, clique aqui para ver nosso já famoso artigo sobre o que levar na mala para uma semana de esqui.


Para chegar

O esqui em Bariloche é em Cerro Catedral. A montanha onde ficam as pistas está situada a 25 minutos de carro a partir do centro da cidade. Pode-se chegar lá de ônibus. Historicamente a passagem custa cerca de US$1 por pessoa. Em 2008, por exemplo, estava 3,5 pesos e o câmbio era de 3 pesos/US$1. Pode-se chegar também através de carros contratados, os “remises”. Historicamente custavam US$8 a partir do Hotel San Remo, no Centro da cidade. Na temporada de 2008, o preço descolou para cima, passando a 45 pesos, ou seja, US$15. Você pode pedi-los do hotel. Os táxis costumavam sair mais caros cerca de 25%. Se a proporção for mantida, o táxi estava mais de 50 pesos a corrida em 2008.

Veja abaixo como fica a estrada chegando em Cerro Catedral num dia com boa previsão de neve.


Para dormir

Há hotéis no Cerro Catedral, junto da montanha. O padrão é alto e se paga caro para acordar de manhã, abrir a porta do hotel e estar junto dos meios de elevação. É um conforto. Não tive esta moleza em Bariloche.


Para passear

Catedral é a principal estação de esqui. Um grande sistema de transportes permite aos esquiadores (e visitantes a pé) alcançarem o alto da montanha. O transporte que parte do Shopping Terrazas é um pouco mais moderno que as tradicionais cadeirinhas. Chamado de Sextupla, é mais rápido, possui proteção contra o vento e leva até 6 pessoas de uma vez. Do lado esquerdo, há uma subida num pequeno teleférico com capacidade para 4 pessoas, o Amankay. É boa opção para quem quer esquiar (a pista desse lado é uma boa opção de nível azul) e, também, para quem quer ir apenas passear, há um bom restaurante para descansar do frio e aproveitar a vista.

Veja (clique aqui) as tarifas para o esqui em 2009. Um passe de dia inteiro custava cerca de US$22 em 2004. Em 2006, subiu para US$40! Se você quisesse esquiar somente a partir das 13:00h, pagava US$30. Em 2008, o preço na média estação (a partir de agosto) era de 130 pesos (US$43) e, para esquiar a partir de 13:00h, ficava em 105 pesos (cerca de US$35). Como o dólar estava barato no Brasil, os US$43 do preço em 2008 era bom para os brasileiros, que tinham um câmbio de R$1,6/US$1. Me lembro de um câmbio de R$2,4/US$1 em 2006. Ou seja, 2008 foi um bom ano para viajar para Argentina. Também há passes para subir a montanha no verão e descer de bicicleta.

Depois da primeira estação, outros sistemas de transporte em cadeiras de 2 ou 4 pessoas nos levam mais para cima. Os equipamentos não são tão modernos como das estações européias ou americanas, mas funcionam bem. Em 2004, houve um acidente na estação. Uma das cadeiras se soltou e escorregou nos cabos, indo bater na cadeira que vinha mais atrás. Pessoas saíram feridas. Prestem atenção no estado da manutenção dos equipamentos.

Em Cerro Catedral há muitas lojas para o aluguel de equipamentos. O aluguel diário de botas e esquis custava US$15 em 1999, US$10 em 2004 e, em 2006, voltou à faixa de US$15. Em 2008, em agosto, o aluguel estava em 55 pesos (US$18). Tudo depende da relação dólar-peso-real. O preço em dólar estava maior, mas como o dólar baixou em 2008 em relação ao real, o preço em real estava muito bom. Os preços podem ser reduzidos se o aluguel for contratado para vários dias ou para grupos de pessoas. Vale a pena negociar. Pagamentos em “efectivo” (dinheiro vivo) podem ser usados na negociação para reduzir o preço.

É recomendado atentar para a qualidade. Atenção para a qualidade do equipamento e do serviço da loja. O esqui de qualidade básica custava 55 pesos em 2008. Esquis de melhor qualidade e mais novos custavam 75 pesos por dia. Se você já esquia um pouco, dá para notar a diferença na maior facilidade para fazer os movimentos proporcionada pelos esquis mais caros. A escolha da loja também é importante. Em 2004, aluguei esquis e botas em Nestor Skis. Na primeira subida nas cadeiras meu esqui simplesmente se soltou da bota e foi cair na neve, lá embaixo. Sem dúvida, uma experiência desagradável. Menos mau: não caiu nas pedras ou na cabeça de algum esquiador que passava. Bem, tive que descer a pista andando para pegar o esqui caído. A fixação da bota no esqui estava frouxa e a bota não prendia mais. Perdi muito tempo e energia procurando alguém para me ajudar a prender de novo o esqui à bota. Desci e reclamei na loja. Disseram que eu é que devia ter mexido ou esbarrado na fixação, soltando-a. Não me deram reembolso pelo tempo e esforço (andar na neve com botas de esqui não é muito confortável) desperdiçado. Pode ser a norma deles, mas é pura má qualidade de serviço. Assisti problema semelhante com um equipamento alugado em Verbier (uma estação de esqui na Suíça). Os desenvolvidos de lá nem pestanejaram, devolveram a grana do aluguel do equipamento e ainda pagaram a aula que havia sido programada para aquele horário. Conclusão melancólica: a Argentina fica muito longe da Suíça!

É recomendável começar a esquiar tendo aulas com instrutores. A segurança neste esporte é algo para se ter atenção. Uma aula de 2 horas custava cerca de US$40 em 2004. Em 2006, custou mais de US$50. No início, uma aula por dia é boa prática para se evoluir no esqui. É bom não ir sozinho a uma pista nova sem passar por lá, primeiro, com alguém mais experiente. A propósito, fazer seguro de saúde para viagens de turismo é dinheiro bem empregado. É comum esquecermos de adquirí-lo ou decidirmos por economizar esta despesa. Bem, cada um avalia o risco e o valor de sua proteção. Entretanto, para fazer esqui, e mais ainda, para os principiantes, o seguro de saúde é indispensável. Lembre-se de verificar se o seguro cobre a atividade de esquiar. Tive uma experiência muito ruim com o seguro da Top Card em 1999. Esta empresa nos deu uma aula de falta de qualidade no atendimento. A partir de um pequeno acidente com uma pessoa do grupo, a empresa primeiramente nos informou que nosso plano não incluía a prática de esqui por este ser “esporte de risco”. Depois disse que era engano deles e aprovou o atendimento. Depois voltou atrás. Um circo! Imagine a situação de você estar com uma pessoa da família machucada, precisando de atendimento e o seguro dizendo que não autoriza por que seu plano não inclui. Depois a empresa reconheceu que errou. No final, fomos reembolsados da despesa um mês depois que chegamos ao Brasil, mas o estresse passado não tem como ser reparado. A má qualidade da Top Card gerou bastante desconforto provocado por desinformação, tempo perdido, pela ansiedade e vergonha passada na clínica que não recebeu autorização para nos atender, enfim, um desrespeito geral ao cliente.

Antigamente, a comunicação quando se estava na montanha era um belo inconveniente. Hoje, isso pode ser resolvido de várias maneiras. Uma maneira é alugar um telefone celular local. Mas também se pode alugar ou comprar walkie-talkies para conversar enquanto se esquia. É ótimo para que cada um possa ir no seu ritmo. Há um estande na loja Travessia, no Cerro Catedral, para fornecer este serviço. Como o preço baixou, os walkie-talkies se tornam cada vez mais um recurso interessante para quem viaja em grupo. Vale a pena comprar o aparelho com alcance de 12 milhas (17 km) que permite a quem está no alto da montanha conversar com quem ficou na base de Cerro Catedral.


Para comer&beber

O centro de esqui possui restaurantes, mas os melhores estão no centro de Bariloche ou no caminho entre a estação e a cidade.

Uma recomendação é sentar no café Havanna, no canto direito de quem entra no shopping Terrazas de Cerro Catedral, tomar um expresso antes de subir a montanha ou comer um “tostado” (sanduíche de queijo e presunto) para recuperar as forças depois do esqui, antes de voltar para o hotel.

Para almoçar recomendo o restaurante Norte-Sur, na base da montanha, perto do banco. Fica no segundo andar. Não deixe o equipamento embaixo, leve-os para cima e deixe na porta de entrada. Os “asados” não perdem para os do boliche do Alberto. Os vinhos são básicos.


Para comprar

Cerro Catedral possui lojas que permitem comprar todo o material para a prática de esqui e snowboard. Mas é melhor deixar as compras para Bariloche. Na estação, comprar apenas nos casos de emergência, como as luvas que se perdem ou um gorro de última hora para compor o vestuário do esquiador. Em 2008, se você fosse um abastado, poderia comprar um Land Rover ou um Porsche, que ficam expostos para os olhos espichados dos frequentadores da estação. Não perguntei o preço dos carrinhos.

[Gustavo Gluto]
Copyright © [Polemikos]. Todos os direitos reservados.

79 thoughts on “Cerro Catedral, Bariloche: esquiar”

  1. Olá,estarei viajando em agosto próximo. Alôou!EStamos em 2011 e só vejo informações de 2004, 2006, 2008.ENfim! Minhas questões são as seguintes:Tenho sério problema de coluna, e de saúde(pressão alta) será que mesmo assim dá pra brincar de esquiar?rs.Tenho muito medo de cair e me prejudicar. Como procedo em caso de emergência , como é a assintência médica por lá? E como houve essa questão do Vulcão no Chile,como anda a situação em bariloche?Atenciosamente. Vera.

  2. Devo ir a Bariloche em na primeira semana de setembro, ainda há bastante neve nessa época? O transporte da cidade à estação de esqui é acessível, rápido e confortável, ou vale a pena gastar mais pra ficar logo no Cerro? Obrigado!

  3. O estou indo para Bariloche dia 09/06/2011 e pretendo ficar 5 dias.
    onde eu acho um site com previsoes do tempo para saber se a alguma possibilidade de never antes desta data?

    1. oi…
      vc pode procurar no google, barilhoche ao vivo, e ver as cameras na cidade e la vc ira encontrar tb a previsao do tempo….vc vai adorar, é lindo la!!!!!!!!

  4. OLA
    ESTOU INDO PARA BARILOCHE NO PERIODO DE 11 a 16 DE JUNHO/2011
    GOSTARIA DE SABER SE JA HÁ NEVE SUFICIENTE PARA ESQUIAR NAS MONTANHAS ?
    E PARABENS PELO SITE ! BASTANTE INFORMATIVO PARA OS MARUJOS DE PRIMEIRA VIAGEM !
    OBRIGADO

  5. Olá, vou para bariloche em agosto, gostaria de saber onde é melhor ficar. No centro da cidade ou perto do cerro catedral? Seria melhor alugar um carro ou utilizar taxi mesmo?
    Obrigada

    1. larrissa.. olá tbm vou em agosto, pois se vc souber de alguma novidade entre em contato comigo como; onde ficar, quantos em dolar levar, aonde comprar, enfim tudo me enteressa, vou pela primeira vez. um abraçãoooooo

    2. olha Larissa, o aluguel das conduçoes la é bem barato…., mas nao vale mto a pena, é melhor ficar nos hoteis ali no centro mesmo e fazer tudo a pe….e pra ir pr’os cerros da pra ir de onibus msm….

      1. Boa noite para todos, sempre que vou fico hospedada no centro da cidade, acho melhor, pois durante o dia aproveito para esquiar e pela noite aproveito para passear pelas lojas, ir a restaurantes e boates. O taxi para o cerro é barato e quando vou esquiar em Cerro Bayo, fecho com um taxista um preço bacana ida/volta.Em relação a dinheiro sempre troco onde moro e levo em pesos, dólar eu compro para usar no Free shop. (eu, meu marido e meu filho, gastamos em media 500 á 800 pesos por dia, com aluguel de equipamentos, subidas ao serro, taxi, comida, lanches e restaurantes). Espero que tenha ajudado.
        Em agosto estarei lá! Boa Viagem para todos.

  6. Vou para Bariloche dia 26 de junho passar 5 dias com meu marido. Quanto preciso levar em dolares para esquiar, almoçar e alugar roupas? O htl e os passeios do circuito Chico e cerro já estão fechados.
    Mas afinal… é melhor levar dolar ou pesos?

    Respondendo: Entre pesos e dólar, sem dúvida, dólares. Com os dólares na mão você pode trocá-los com boa taxa ou conseguir descontos negociando uma boa taxa de câmbio na hora de uma compra diretamente em dólares.

  7. Gostaria que alguém me desse três mil reais para que eu realizasse o sonho de ir a bariloche e ver a neve pela primeira vez, moro em recife, tenho cinquenta anos. Esse valor corresponde a uma semana de hospedagem e passagem ida e volta.
    telefone: 55-81-9734-2010. conta poupança banco do brasil: 8112-2 agência: 2805-3
    sou muito grato a quem fizer essa caridade de realizar o sonho.

    Respondendo: Prezado Carlos. Sua proposta é singular. Se funcionar, conta pra gente. Sucesso!

  8. Olá a todos!! Vou com minha esposa agora dia 30! rsrsrsrs falta pouco, contando os dias. Primeira viagem para a terrinha. Sou snowbordista, mas só trilhei pelos EUA. Tenho dúvidas: Vale alugar carro? Vou concentrar minha trip em cerro catedral. 2) Existe boate? Onde? 3) O que não deixar de fazer (comer, passear, ou outros)? Obrigado pelas info! abs, André

    Rspondendo: Aí André. Da noite, eu não sei muito. Você não precisa alugar um carro. Para ir e voltar de Cerro Catedral, os táxis e remises resolvem. Veja nos artigos do site cadernetadeviagem.com as dicas de comer, passear e outros. Boa viagem.

  9. Raísa,

    Veja se há um site da Escola SNOW, que recomendo. Ou entre em
    http://www.cadernetadeviagem.com/?p=151&cpage=1#comment-75
    Postei todas as tarifas lá, mas como já está em Alta Temporada, certamente os preços estão maiores. Prepare-se.

    Imagine algo em torno de:
    50 pesos de aluguel de roupas por pessoa/dia
    25 pesos para os óculos de esqui
    50 a 70 pesos de aluguel de equipamentos/dia
    150 pesos de elevação/dia

    Abs e boa viagem.

  10. Muito legal o site.
    Gostaria de saber quanto devo gastar em reais mais ou menos por dia para a locação da roupa impermeável + aula de snow/sk+meio de elevação.
    Vou na segunda feira para Bariloche e gostaria de ir com um dinheiro reservado ´só para isso.
    Obrigada

  11. Estou querendo ir para Bariloche sozinha. Como será, dá para divertir? Alguém me ajude, por favor! Obrigada!

  12. Fernando Milanez, já que vc acabou de chegar de Bariloche, saberia me informar se Piedras Blancas já se encontra aberto? Já mandei e-mail pra eles através do site, mas não me responderam. Chegarei lá no próximo dia 06 e ficarei até dia 12.07. Aproveitando…qual o local que vc recomenda para crianças praticarem o esqui? Muito Obrigada desde já.

  13. Olá pessoal,

    gostaria de saber se as lojas no centro de Bariloche ficam abertas aos domingos, mais precisamente na segunda quinzena de agosto.

    Obrigada,
    Caroline

    Respondendo: Caroline. Ficam sim. Já não é Alta Temporada, mas a movimentação na cidade é grande.

  14. Suzi,

    Olhei melhor o site e há alguma confusão quanto às datas. Em outro ponto, onde eles falam de tarifas e pistas (http://www.welcomeargentina.com/bayo/tarifas_p.html), diz que a pré-temporada já começou e a temporada toda se distribuirá da seguinte maneira:

    Temporada baixa: de 13/06 a 27/06 e de 30/08 a 11/10

    Temporada intermediária: de 28/06 a 10/07 e de 02/08 a 29/08

    Temporada alta: de 11/07 a 01/08

    É melhor tentar trocar e-mails com eles para tirar as dúvidas, principalmente se já há neve nas pistas mais fáceis, que são as mais baixas e que portanto, recebem menos neve no início da temporada…

    Abs,

    Fernando Milanez

  15. Carla,

    Acabei de vir de Bariloche e a neve já caiu, por vários dias seguidos. Mas estamos em início de temporada e no Cerro Catedral, há poucas pistas abertas nesta época. Mas há, dá para esquiar, preste só atenção nas marcações das pistas, pois há pedras aflorando na neve. Há varetas indicando perigo. Desci uma pista azul e parece mais vermelha, pois a neve está batida e o local é íngreme. Mas tenho 48 anos e deu para mim. Vá e divirta-se.
    Vá em uma loja na Galeria Austral, loja 6, na Mitre, bem no centro. Alugue roupas de esqui para os dias que você for ao Cerro Catedral (esquiar) e a Piedras Blancas (esquibunda). Fui num sábado à tarde na loja. Aluguei para domingo e segunda, ou seja, pegue na véspera, pague só para os dias que for usar e já saia do hotel pronta, com sua roupa por baixo e a roupa de neve por cima. Mas aí vão as dicas: alugue a conjunto de calça e casaco de esquiar. É mais caro que um macacão de peça única, mas te dá mais liberdade de escolha e de abrir e tirar o casaco quando se senta na cafeteria para tomar água no intervalo de uma esquiada e outra;
    se você subir perto do topo do Cerro Catedral, no Refúgio Lynch, poderá estar fazendo uns menos 14 graus celcius (sensação térmica, com neve e vento). Assim, eu estava com duas meias e mais a bota de esquiar; ceroula de lã da feirinha de Itaipava e calça de moleton; depois, a calça de esquiar; camisa hering de manga comprida, outra camisa de algodão de gola alta, depois casaco fechado tipo pulôver de gola alta e cachecol de lã, e depois o casaco de esquiar; gorro na cabeça, luvas de esquiar; óculos escuros com proteção lateral. E estava com frio. Veja como é duro estar lá em cima. É lógico que quando desci a pista de esqui fiquei molhado de suor, mas o perigo é quando se para, fica na fila da cadeirina ou subinda nela. É brabo. Mas todos sobrevivem…

  16. Prezado raphael,

    Acabei de chegar de Bari e não vi grande coisa em eletrônicos por lá. Há todas as lojas de roupas de marca, como casacos Columbus, Levis, Puma, Timberland, La Coste, Adidas, mas as roupas são caras, comparativamente com o Rio, pois estamos em início das férias de julho e lógico, eles estão esperando a enxurrada de brasileiros. Então ainda não há promoções de final de temporada.
    Onde vi eletrônicos com preços bastante razoáveis foi no nosso free-shop, na chegada do galeão. Mas, por exemplo, comprar câmera fotográfica no fim da viagem não tem graça…comprei um jogo de PS3 para meu filho, por US$ 99, mas ele achou caro. Em Miami é mais barato.

  17. Oi Gustavo!

    Estou indo pra Buenos Aires e Bariloche 13/08. Ficarei 4 dias em Buenos Aires e 6 dias em Bariloche.
    Gostaria de saber se vale mais apena pegar um voo direto Rio/Bariloche parando em Buenos Aires primeiro ou posso usar milhas pra Buenos Aires e de lá comprar a passagem para Bariloche. O que vale mais apena?
    Tenho uma dica para ficar em Bungalow em Bariloche (somos 3 pessoas). Esse Bungalow fica estrada entre o Cerro Catedral e a Cidade. Você acha que é ruim?Melhor ficar no Centro e subir todos os dias pra montanha? Tem dica de hotel barato pra 3 pessoas?

    Fica muito caro alugar um carro para 5 dias?

    Obrigada.

    Respondendo: Oi Lívia. Já usei milhas até B.A.. Comprei a passagem de B.A. para Bariloche daqui do Brasil. Claro que é melhor comprar com antecedência. Sobre o hotel: Ficar no meio do caminho entre a cidade e Cerro Catedral não tem problema. A distância entre a cidade e a estação é pequena: cerca de 30 minutos. A desvantagem é que tem que pegar carro ou táxi para ir a qualquer lugar. A vantagem é que os bangalôs na beira da estrada que margeia o lago têm uma bela vista. Veja as dicas de aluguel de carro na matéria sobre os Sete Lagos.

  18. Boa noite!
    Finalmente um blog realmente com sobre bariloche!!

    Eu gostaria de saber se em bariloche tem lojas como nike, puma, como em Buenos Aires, e se existe lojas de eletronicos!!
    Compensa comprar roupas e eletronicos la??

    MUITO OBRIGADO!!

    Respondendo: Tem lojas de roupas de marca. Tem loja da Puma. Nunca prestei muita atenção nas lojas de eletrônicos de Bariloche. Deixemos a pergunta para o pessoal que está indo e vindo responder.

  19. Oi!
    Estaremos em Bariloche dia 20/07 e gostaríamos de conhecer cerro bayo, por ser mais tranquilo pra principiantes..
    Será que os preços pra esquiar por lá são muito diferentes do cerro catedral? Será uma furada ou vale a pena?
    Obrigada pelas dicas!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.