Todos os posts de Sebastião Agridoce

Alguém pode ajudar a presidente Dilma?

Ajudem esta senhora. Informem a ela que o processo de impeachment não se deve a ela ter contas no exterior. Esse problema é do ex-aliado Eduardo Cunha. O crime que ela cometeu foi gastar o dinheiro que o governo não tinha para enganar a população, como se as contas e a economia estivessem as mil maravilhas. Por que ela teima em falar do problema de Cunha? Uma hipótese é que continue praticando a enganação do povo. Os menos atentos podem confundir que as acusações são sobre sua honestidade, sobre ela ter roubado pra si. Não são. Se ela roubou, eu não sei. Quase toda a cúpula do Partido dos Trabalhadores já foi acusada, julgada e estão cumprindo pena por ações que genericamente configuram “roubar”. A polícia está chegando na família do ex-presidente Lula. Por enquanto, sobre ela não apareceu nada. Só está comprovado que é uma gerente incompetente. Sua grosseria no trato pessoal não se repetiu no cuidado forte com a coisa pública. Deixou roubarem na Petrobras como uma mocinha ingênua. Foi incompetência ou conivência. Escolham. 

Enfim. Fatos do momento. Até agora Dilma não foi identificada como beneficiária de dinheiro de propina enviado para o exterior. Parece que o dinheiro que o PT roubou não ficou em seu nome. Mas informem a confusa (que talvez prefira confundir a todos) presidente que ela está sendo acusada de fazer despesas excessivas para garantir sua reeleição. Isso é crime. E os indícios são fortes de que a atribulada senhora, no afã de ganhar eleição, gastou o que os brasileiros não tinham. 

Atacar Taís Araújo. Isso é coisa de enrustido.

A atriz Tais Araujo não é negra. Ela é linda. Um espetáculo. Um bando de vadios gastarem seu tempo para sacanearem a menina configura mais que racismo, é falta de apreço por mulheres. Levanto a hipótese que talvez esse grupo seja formado por rapazes com problemas. Suas atitudes podem ser motivadas pela dificuldade em assumir sua florescente homossexualidade. A pressão para se esconder no armário está ficando fora de moda, mas algumas pessoas se auto-reprimem. O processo de sublimar os impulsos desencadeia distúrbios de maior ou menor agudeza. Atacar a moça, que é absolutamente bonita, é combinação de grosseria com pouco interesse pelo sexo oposto. 

Foi boa atitude da atriz de dar queixa na polícia. Os racistas devem ser responsabilizadas. Psicanaliticamente falando, eles devem desejar o castigo. Faz parte da síndrome. Como conselho aos doentes, recomendo que deixem essas práticas criminosas (racismo é crime) e libertem seus impulsos. Que tal iniciar trocando mensagens amorosas e carícias entre os membros do grupo ?

como se não bastassem todos os problemas, temos as religiões

parafraseando, digo, copiando trecho de Arnaldo Jabour, O Globo, 25/08/2015:

“Como falar de democracia com muçulmanos analfabetos, que desde o século VIII batem a cabeça nas pedras para extirpar qualquer resquício de liberdade, repetindo mantras do “Corão”, enquanto, do outro lado, os monstros-caretas republicanos repetem mantras da Bíblia fundamentalista? O mundo atual é comandado pela estupidez, pela desinformação, mesmo informadíssimo pela internet.”

… e do lado de cá, igrejas evangélicas pregam a ignorância como virtude. Se esses são os ingênuos que herdarão a Terra, a coisa vai ficar feia por aqui.

afinal quem tem colhão no Brasil?

Começou o ano. Como todos sabem, sou um sujeito influenciável. Cada coluna do Merval Pereira que eu leio em O Globo, aumenta meu ódio ao PT. É irresistível.

A impressão que marca, nestes primeiros dias do ano, é que o governo está meio perdido. O PT fez a coisa mais importante para um partido: comprou e vendeu o que fosse necessário para ganhar a eleição. Apostou todas as fichas. Corre o boato que o marqueteiro do PT levou 70 milhões de reais de prêmio pela eficiente campanha eleitoral que conduziu. Foi uma sugeirada só, mas os fins justificam os meios. O prêmio foi ganhar um país. Certo? Dentre as fichas apostadas entra nosso dinheiro. Talvez algum do que saiu das propinas da Petrobras e foi parar na verba de campanha. Mas o fato é que Dilma levou a taça. E aí começaram as decisões. E começou a lambança.

Veio um ministério torto. A área de Economia do ministério vai contar com pessoal afinado com o mercado. No resto (e bota resto nisso, são 39 ministérios) fez-se a usual distribuição de postos pelos partidos da base de apoio do governo. Competência ou afinidade com as áreas foram desprezadas. Entende-se. O momento é de pagar as dívidas com os aliados da campanha. O PT paga bem.

Mas logo no primeiro dia, já deu baixaria no relacionamento do presidente com o Ministro do Planejamento. Lá da praia na Bahia, de férias, Dilma deu esporro no ministro que antecipou mudança no cálculo do salário mínimo. Isso só deveria ser divulgado no segundo semestre, quando o povo já tivesse esquecido as promessas de campanha. O cara é alinhado com o partido, afinou. Emitiu nota dizendo que nada muda na casa de Noca.

A grande expectativa, minha e das agências de rating, em 2015, é ver se o brasileiro tem bolas ou elas são apenas um adereço de carnaval. Quem é que vai botar o pau na mesa e reagir às broncas da gerentona que não gerencia? A procura vai ser difícil. O povo saiu das ruas. Os engenheiros da Petrobras já puseram o galho dentro. Engoliram a presidente dizer em seu discurso de posse que o problema da empresa são malfeitos de alguns funcionários. Porra nenhuma! Os mais desatentos sabem que os desvios foram feitos por prepostos do governo dela ou do anterior, aliás, quando a Dilma tinha acento no Conselho de Administração da empresa. Mas os empregados da Petrobras vão deixando, deixando, daqui a pouco não conseguem se candidatar nem a síndico de prédio, pois carregarão a pecha de corruptos inveterados. Como dizia meu compadre nordestino: “Quem muito arreganha, o cú aparece.”

Fica para acompanharmos em 2015: quem vai mostrar que tem colhão? Ou na forma mais popular, para os leitores do PT entenderem, quem mostrará que tem culhões?

só queria entender: por que devemos usar cintos de segurança nos carros e os passageiros andam em pé nos ônibus?

É inquestionável: O uso de cintos de segurança contribui para diminuir a gravidade dos acidentes nos carros. Quantas pessoas foram salvas pelos cintos de serem jogadas contra os volantes dos automóveis, mesmo em pequenas colisões. Sem dúvida foi um avanço na segurança nos transportes. Então, por que os ônibus são autorizados a trafegar com passageiros em pé, sem nenhuma proteção para acidentes. Conheço um caso em que dois irmãos foram jogados contra os bancos e tubos do interior do ônibus, quando este se envolveu numa colisão no Centro do Rio. Um rapaz quebrou o fêmur e o outro teve um edema cerebral. Se estivessem sentados com cinto de segurança, seria apenas um susto.

Então, qual é a hipocrisia da vez? É certo que o uso dos cintos nos carros já diminui muito os efeitos dos acidentes sobre os passageiros. Mas, e os simples mortais que andam de ônibus? A legislação não devia protegê-los também? Criou-se lei recente obrigando os ônibus a terem ar condicionado. Ótimo. No calor escaldante do Rio, um frescor dentro do ônibus será muito bem recebido. Mas, e a segurança? Não devia ter lugar sentado para todos nos ônibus? E todos usando o cinto.

Eu só queria entender…

só queria entender: por que os táxis têm privilégios juntamente com os ônibus?

Me ajuda aí. Criaram-se vários corredores expressos na cidade. Em geral, uma pista das vias principais da cidade são reservadas para ônibus e … táxis. Só podem trafegar ônibus e táxis. Por quê? Taxi é transporte coletivo? Coletivo de um só? Pensei que era o carro de um bacana que tem dinheiro para andar com motorista. Por que esse cidadão não está sujeito à mesma restrição que eu, no meu carro particular? Não entendi. O brasil é muito difícil. Me explica por favor.